Reticulado


O reticulado é uma técnica para se criar textura na superfície do metal, através de aquecimento controlado. A técnica consiste em criar uma superfície de prata pura em uma lâmina com liga.
Com o aquecimento controlado da chapa o interior mais fusível derrete, mantendo a superfície de prata sólida. Como o índice de contração é diferente ao esfriar o metal fundido se contrai e empurra a superfície formando texturas.
Tanto o ouro como a prata podem ser reticulados criando efeitos imprevisíveis, mas os melhores resultados se obtêm com a prata.

Preparando o metal
Faça uma chapa um pouco maior do que o necessário para o trabalho que pretende fazer, porque além desta encolher um pouco durante o processo, você poderá escolher a parte que ficou com a melhor textura para confeccionar a joia.
As chapas mais finas em geral produzem uma superfície mais reticulada, mas também aumentam a possibilidade de fusão de algumas partes produzindo buracos. Faça alguns testes com diversas espessuras de chapa que podem ser de 0,60mm a 1,20mm.

Criando uma superfície de prata pura sobre a lâmina:
A superfície de prata pura sobre a chapa pode ser criada pelo processo de recozer e decapar o metal diversas vezes, que pode ser feito no forno ou com o maçarico;

No Forno:
- Coloque a chapa no forno a 650oC por dez minutos;
- Esfrie e faça a decapagem em uma solução quente de ácido sulfúrico a 10% ou sal branqueador por cerca de três minutos;
- Limpe o metal com uma escova de latão e detergente;
- Repita o processo por quatro vezes.

Maçarico:
- Coloque o metal sobre a placa refratária e recoza o metal, mantendo-o aquecido por pelo menos 15 segundos;
- Esfrie e faça a decapagem em uma solução quente de ácido sulfúrico a 10% ou sal branqueador por cerca de três minutos;
- Limpe o metal com uma escova de latão e detergente;
- Repita o processo por pelo menos sete vezes.

OBS:
- Após a segunda ou terceira vez que recozer o metal este permanecerá branco, se o calor for muito intenso algumas áreas ficarão pretas, sendo necessário reiniciar todo o processo.

Aplicando calor para formação da retícula
Para fazer o reticulado esquente a chapa já preparada movendo a chama para aquecer toda a extensão da chapa, assim que ela estiver vermelha concentre a chama em um local até que a superfície comece a enrugar, em seguida mova a chama para uma nova área até enrugar toda a superfície.
Em peças muito grandes é necessário dois maçaricos um posicionado um pouco mais longe para manter a chapa quente e outro mais próximo para fazer o reticulado.
Se o metal apresentar um brilho na superfície, o mesmo estará prestes a fundir formando buracos, retire a chama rapidamente até que o brilho desapareça e volte aquecer. É através desta variação de temperatura que se obtém os diferentes efeitos sobre a chapa de metal.
Os diferentes tipos de maçaricos também produzem efeitos diferentes:
 

Reticula com maçarico a gás, a chama maior permite esquentar uma área maior do metal.

Reticula com maçarico a hidrogênio, a chama mais fina e mais quente cria um efeito mais localizado e também aumenta a possibilidade de derreter a chapa de metal.


Formas mais volumosas devem ser moldadas antes de se fazer o reticulado, porque o processo para se conseguir este efeito deixa a chapa com variações de espessura, o que pode quebrar a chapa ou até estragar o efeito obtido, deixando marcas de ferramenta sobre a retícula. Estas formas não se apóiam na superfície da placa refratária, portanto devem ser preenchidas com gesso antes de se fazer o reticulado para que não se deformem.
Estando pronta a retícula, aguarde um momento antes de pegar a peça com a pinça, para não correr o risco de quebrá-la, esfrie e volte a fazer a decapagem. Use a escova de latão com detergente para dar um brilho acetinado.
Atelier Lélia Copruchinski - tel: (41) 9186-8731 / 3232-5638 - Curitiba - Paraná - Brasil
mais informações sobre o livro
tudo sobre

Design de Joias

saiba mais